Licenças para Samarco voltar a operar saem até dia 25, diz Casagrande

Paralisada desde novembro de 2015 após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), a mineradora Samarco vai receber a licença para a retomada das operações até o dia 25 deste mês. A previsão é que a retomada das operações em Anchieta aconteça a partir do segundo semestre de 2020, com 26% da operação.

A informação foi divulgada nas redes sociais do governador Renato Casagrande na manhã desta segunda-feira (07).

Casagrande em reunião com o presidente da Samarco. Crédito: Reprodução Twitter Renato Casagrande

Procurada, a Samarco informou por meio de nota que aguarda a realização da reunião da Câmara de Atividades Minerárias (CMI) do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam). O processo de Licenciamento Operacional Corretivo (LOC) do Complexo de Germano, em Mariana, segue todos os ritos previstos na legislação.

A empresa informou ainda que trabalha para retomar suas operações de forma gradual, sem barragem de contenção de rejeitos e após a implantação de um sistema de disposição e tratamento de rejeitos,que inclui a Cava Alegria Sul e a filtragem para o empilhamento a seco.

Os recursos financeiros necessários para a planta de filtragem estão sujeitos à aprovação dos acionistas, segundo a empresa..

Impacto econômico 

Antes da paralisação, a Samarco representava cerca de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) capixaba. Com seu fechamento, o Estado sentiu um forte baque na economia com perda de arrecadação, fechamento de milhares de postos de empregos, além de gerar uma crise sem precedentes para Anchieta, que viu seu PIB em 2016 cair cerca de 70%. Em Anchieta, além do Porto de Ubu, a empresa possui quatro usinas de pelotização alimentadas por três minerodutos que transportam ao minério produzida em Minas Gerais.

Fonte: A gazeta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *