Traficantes de Guarapari somem com jovem ‘suspeito’ de abuso

Desde a tarde de ontem a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa faz buscas para tentar localizar um morador do Bairro Concha D’Ostra que foi retirado de casa por traficantes na última segunda-feira (15) e está desaparecido desde então.

O delegado titular da DHPP, Franco Malini, explicou que a PC está colhendo informações e está encarando a situação como um desaparecimento. “Nós recebemos a informação de que dois traficantes da região de Concha D’ostra retiraram o Luiz Gabriel Nascimento de casa a força e o levou para local desconhecido. Diante desta situação lidamos com o caso como se fosse restrição de liberdade, mas por experiência sabemos que muitas vezes eles usam este mote (abuso sexual) como forma de fazer justiça com as próprias mãos e matam as pessoas e acabam tendo um respaldo da comunidade. A Polícia Civil está fazendo diligências desde ontem quando recebemos as primeiras informações e contamos com a ajuda da população nestas buscas. Quem tiver alguma informação que possa ajudar a saber de fato o que aconteceu com o Luiz e seu paradeiro, pode entrar em contato através do Disque Denúncia 181”.

O mote a que se refere o delegado é uma publicação que está circulando em algumas redes sociais alegando que Luiz abusava sexualmente da enteada de  dois anos e seis meses. Junto à publicação há um documento direcionado ao DML pedindo que se faça exames na criança, mas a publicação afirma que o documento é um laudo comprovando o abuso e afirma que ele foi morto por causa disso.A esposa e a mãe do desaparecido foram ameaçadas por traficantes e estão desde ontem na delegacia de Guarapari. Na noite de ontem para hoje elas dormiram em um dos carros apreendidos que estão na frente da delegacia. Elas têm medo de voltar para o bairro por causa das ameaças e não têm para onde ir. Elas não quiseram falar com a  reportagem do ES em Foco para que a situação delas não piore. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *