Secretaria de esportes de Guarapari: farra com o dinheiro público

Sabe aquela farra com o dinheiro público que cada vez mais é condenada pela população, em Guarapari ainda existe e a secretaria de esportes é a maior prova dessa triste realidade. Criada para o vice-prefeito Miguel Agrizzi a pasta em mais de um ano de existência não realizou um evento significativo na cidade.

Pagando aluguel em uma sala em Muquiçaba, quando poderia está funcionando no complexo esportivo, a pasta tem gastos com secretário ( que poderia estar em outro setor), adjunto, gerente e funcionários. Todo esse valor poderia ser destinado a apoio a atletas que em muitos casos precisam fazer rifas para competirem. Quando funcionava junto com a pasta do turismo, tinha mais funcionalidade que atulamente.

Em mais de um ano, a SEL ( Secretaria de Esporte e Lazer) além de não organizar eventos, não conseguiu viabilizar apoio financeiro para atletas e equipes da cidade, não realizando nada, qual a necessidade da secretaria de esportes? Seria apenas um local para abrigar e dar “utilidade” ao vice-prefeito, servindo de cabide de emprego para outros aliados políticos.

Para finalizar o ano, a “farrinha” foi uma festa no SESC Guarapari, denominada “ Melhores do ano”, melhores de que? Se a secretaria não realizou eventos e sim pegou carona em ações privadas, dando um apoio insignificante. Com algumas exceções, a SEL escolheu a dedo quem deveria premiar, no caso do futebol 7 que é uma febre na cidade, os dois principais organizadores se quer foram convidados, quanto mais ajudar na escolhe de quem foi destaque.

A secretaria distribuiu troféus, certificados, imprimiu mega banner, um famoso oba oba, uma fórmula de ludibriar os atletas que sempre precisam do poder público, mas na maioria dos casos, não recebem o apoio necessário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.