Sargento foi salvo por mal funcionamento de arma usada por assaltantes em Guarapari

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari conseguiu recuperar a arma do sargento Libardi da Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (17). A arma foi levada durante o assalto a uma pizzaria. Na ocasião, um dos menores que participaram do crime usou a arma do sargento para tentar matá-lo.

“Os policiais já estavam desconfiados de que a informação do menor dada na tarde de ontem quando foi preso de que a arma estaria no mato na Estrada Velha era falsa e na manhã de hoje, com a ajuda de colaboradores, uma equipe conseguiu localizar a pistola próximo ao local onde ele foi preso na tarde de ontem no bairro Bela Vista” explicou o delegado titular da DHPP, Franco Malini.

Ao verificar a arma é possível ver que uma das munições ficou agarrada no cano da pistola e por isso o adolescente não conseguiu atirar mais durante a tentativa de latrocínio que deixou o sargento com um projétil alojado perto da coluna cervical.

A arma agora será encaminhada para a perícia para identificar o que provocou o mal funcionamento. Ainda hoje os dois adolescentes, de 16 e 17 anos, que participaram do crime serão apresentados à Promotoria de Justiça.

2 thoughts on “Sargento foi salvo por mal funcionamento de arma usada por assaltantes em Guarapari

  • 18 de abril de 2019 em 19:35
    Permalink

    Se VCS não matar esse moleque ele vai tirar onda com a cara d vcs pro resto da vida

    Resposta
  • 19 de abril de 2019 em 22:29
    Permalink

    Sou policial militar há mais de 30 anos e instrutor de armamento e tiro. A pane não foi na pistola. A causa, com certeza foi problema com munição.

    Hipóteses:

    1). Higroscopcidade (pólvora húmida);
    2). Munição muito antiga;
    3). Contaminação da pólvora por agentes externos (humidade, friagem, água, óleos) que impediram a queima total da mesma, ocasionando assim no entupimento na saída da boca do cano pelo projétil (ponta da bala, vulgarmente falando).

    É necessário limpeza e lubrificação nas armas bem como é extremamente importante armazenar bem a munição.

    Um banho de sol das munições dentro de uma vasilha aberta durante cerca de 30 minutos de 3 em 3 meses mantém a espoleta e a pólvora preservada, evitando a possibilidade de problemas como esse.

    Ocorreram dois disparos antes dessa pane.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.