ES terá 73 novos radares; 50 serão instalados na BR-262

Setenta e três novos radares, dos 280 previstos, serão instalados nas rodovias federais do Espírito Santo, após a Justiça Federal homologar na segunda-feira o acordo entre Ministério Público e o governo federal. No país, serão 1.140 equipamentos nas estradas não concessionadas.

Os radares previstos para o estado representam 26% do total anunciado em 2016. A maioria deles, cerca de 50, será instalada na BR-262.

Foram definidos 40 pontos de fiscalização nas BRs 101, 259, 262 e 393, nas regiões consideradas mais críticas. Antes, seriam 112 pontos monitorados. A determinação é que todos os equipamentos sejam instalados em até 60 dias pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

A medida é resultado de uma ação popular movida contra a decisão do presidente Jair Bolsonaro de suspender a instalação de 8 mil radares nas rodovias federais, no início do ano.

No Espírito Santo, os modelos de radares serão do tipo redutor eletrônico de velocidade, além de controladores eletrônicos, que não apontam a velocidade para o motorista.

As faixas que terão controle do tráfego são de risco de acidente médio, alto e muito alto. Esses níveis foram identificados em estudos realizados em 2016.

Sobre o cronograma de instalação dos equipamentos, o Dnit informou que a decisão já está começando a ser cumprida pelo órgão, mas não detalhou quando será a instalação no estado.
O órgão acrescentou que o acordo priorizou a colocação dos equipamentos nos pontos mais “sensíveis”, sendo a maioria em áreas urbanas.

A segunda etapa do acordo prevê a realização de um novo estudo, realizado por técnicos em engenharia do Dnit, pela Polícia Rodoviária Federal e outros órgãos. O trabalho deverá ser concluído em até 120 dias e indicará a necessidade dos radares nas faixas remanescentes, de criticidade baixa e muito baixa. As informações serão posteriormente analisadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.