“Matei porque quis”, diz morador de Guarapari que esfaqueou a mãe |

Bruno Rodrigues Pereira, que matou a própria mãe com  golpes de faca em Cariacica, premeditou o crime. A informação foi divulgada pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (27). Bruno, que foi preso nesta quinta-feira (26), não demonstrou arrependimento no depoimento, segundo a Polícia Civil, e disse que matou “porque quis” e “porque deu vontade de matar”, sem motivos.

Ao ser questionado se tinha um bom relacionamento com a vítima, o acusado disse que sim. Ele tem duas tatuagens com o nome da mãe, que foi identificada como Dalva Maria de Oliveira, de 57 anos.

De acordo com informações da Polícia Civil, Bruno – que não é filho biológico de Dalva, mas foi criado por ela desde que tinha 1 ano de idade – estava na casa da vítima, em Cariacica, na noite de quarta-feira (25) na companhia de um adolescente, que seria cunhado dele.

Bruno e o adolescente jantaram e tomaram banho na casa da vítima antes de cometerem o crime.  “Ele falou que a mãe chegou em casa, preparou a janta, deu roupa de banho pra eles tomarem banho. Eles trocaram de roupa, jantaram. E depois ela estava descansando e ele passou por trás, colocou a mão no ombro dela como se fosse fazer um carinho. Quando ela olhou pra ele, ele desferiu o golpe fatal”, relatou a delegada Raffaella Aguiar, titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM).

O idoso foi levado para o hospital e sobreviveu. Inicialmente, a informação era de que a motivação do crime teria sido porque Dalva teria recusado dar dinheiro para o filho, mas essa versão foi desmentida pelo marido da vítima.

Após atacar os familiares, Bruno seguiu para Guarapari, onde mora. Bruno foi preso enquanto se preparava para fugir. Ele estava entrando em um carro de aplicativo quando os policiais deram voz de prisão. O adolescente também foi apreendido.

Dalva foi atingida pelo filho por um golpe no braço e outro no pescoço. Já o marido dela, Eudes Mendonça, de 74 anos, foi esfaqueado no rosto pelo adolescente.