Duas garis são assaltadas durante o trabalho em Guarapari

Duas garis são assaltadas durante o trabalho em Guarapari

Duas garis que atuam em Guarapari tiveram seus celulares roubados durante um assalto que aconteceu no início de uma manhã de trabalho. O crime foi praticado por um bandido e durou menos de 10 segundos, mas foi o suficiente para deixar outros profissionais da categoria com medo.

As duas profissionais de limpeza pública estavam com o mesmo carrinho de lixo fazendo a varrição de uma rua da região central. Nas imagens captadas por uma câmera de segurança particular mostra o exato momento em que o criminoso chega apontando a arma na direção das garis e exigindo os aparelhos de celular delas. O assalto foi às 6h27 do último sábado (27).

Duas garis que atuam em Guarapari tiveram seus celulares roubados durante um assalto que aconteceu no início de uma manhã de trabalho. O crime foi praticado por um bandido e durou menos de 10 segundos, mas foi o suficiente para deixar outros profissionais da categoria com medo.

As duas profissionais de limpeza pública estavam com o mesmo carrinho de lixo fazendo a varrição de uma rua da região central. Nas imagens captadas por uma câmera de segurança particular mostra o exato momento em que o criminoso chega apontando a arma na direção das garis e exigindo os aparelhos de celular delas. O assalto foi às 6h27 do último sábado (27). https://9ce017213b8e7ee09586aaddb515339b.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html Duas garis são assaltadas durante o trabalho em Guarapari (Foto: Reprodução/Vídeo)Duas garis são assaltadas durante o trabalho em Guarapari (Foto: Reprodução/Vídeo)

Elas se assustaram e entregaram os aparelhos rapidamente. Pela câmera é possível ver que o criminoso vira as costas e vai embora tranquilamente.

Uma gari de 48 anos, que prefere não ter o nome revelado por medo dos criminosos, relata que a insegurança tem deixado os profissionais assustados durante o trabalho na rua, e o celular passou a ficar em casa.

“Estamos com muito medo. Eu saio às 4h para trabalhar e não estou levando o celular mais. O celular é importante para nossa comunicação. Falamos com os colegas e principalmente com o encarregado. No entanto, preferi não levar mais, assim como outros colegas, para não correr o risco de ser assaltada”, declarou a gari.

Ela ainda completou: “Nem nós garis temos mais condições de trabalhar tranquilos. Acordamos cedo, e os bandidos ainda têm coragem de nos assaltar”.

                                       

Es em Foco