Moradores reclamam de serviço de limpeza em Alfredo Chaves

O bucólico distrito de Sagrada Família, distante 9km do centro de Alfredo Chaves, vive momentos de sofrimento. Como divulgado por esse jornal, dias atrás, o distrito sofre com a falta de rede de esgoto, cujas obras estão paralisadas pela administração do prefeito socialista Fernando Lafayette, o Dr. Fernando, e os morados convivem com esgoto correndo pelas ruas e sendo despejado, sem nenhum tipo de tratamento, no rio.

Além disso, a comunidade que possui, aproximadamente, 100 famílias residentes e conta com 15 ruas pavimentadas, têm 04 servidores para serviços de varrição ou seja, deveria ser um local limpo e bem conservado. Entretanto, essa não é a realidade. O motivo: as funcionárias da limpeza pública não cumprem o horário de trabalho; a gestão de Dr. Fernando não fiscaliza e o dinheiro público do contribuinte é jogado fora, tal como o esgoto.

Entramos em contato com o subsecretário de serviços urbanos que esclareceu que os funcionários cumprem 40h semanais, e que a fiscalização é feita por encarregados. Ele esclareceu que os trabalhadores atuam de segunda a sexta de 8h às 16h e no sábado de 8 às 12h. O subsecretário ainda disse que o registro está no livro de ponto que não é eletrônico. Moradores da comunidade contestam e dizem que esse horário não é cumprido.