Mãe de Guarapari se ajoelha ao receber em casa filho que ficou 90 dias internado com Covid

Aos 71 anos de idade, dona Maria Mantesso declara que não perdeu as esperanças de que o filho voltaria para casa, mas confessa que os dias sem ele foram difíceis.

O retorno aconteceu nesta terça-feira (20) e foi de joelhos que a mãe recebeu o filho de volta. “Eu tinha certeza que ele voltaria, mas eu não tinha certeza que eu iria aguentar. Chorei muito quando ele foi internado, mas hoje eu choro de alegria porque ele voltou”, disse ela.

O mecânico Francisley Mantesso, de 39 anos, ficou 90 dias internado, desde que testou positivo para Covid-19, em meados de abril. No Hospital Vila Velha, Francis como é carinhosamente conhecido, teve uma parada respiratória, foi entubado na UTI e ficou por mais 20 dias fazendo hemodiálise.

Os rins pararam e foram muitos coquetéis de antibióticos. Após deixar a UTI, os médicos encaminharam o mecânico no dia 28 de maio para a Clínica de Desospitalização na Serra, onde passou pelos procedimentos para a retirada do oxigênio, retirou a traqueostomia, iniciou dieta, tentativa da fala.

“Foi muito difícil todos os esses dias no hospital. A frase do meu irmão não é eu venci a Covid e sim eu sou o milagre. Até aqui Deus nos ajudou, e agora, seguiremos com fonoaudióloga, fisioterapia, em casa, até ele se recuperar totalmente”, completa a irmã Waldineia Mantesso, 48.