Motorista envolvida em acidente que matou caminhoneiro em Guarapari lutou com policial durante abordagem

Motorista envolvida em acidente que matou caminhoneiro em Guarapari lutou com policial durante abordagem

A motorista do carro de luxo envolvido em uma batida com um caminhão, na tarde de sábado (23), na Rodovia do Sol, em Guarapari, chegou a entrar em luta corporal com um policial militar, logo após receber voz de prisão.

De acordo com a Polícia Militar, foi preciso o uso de spray de pimenta e a ajuda de alguns populares para conter a mulher, que foi colocada no cofre da viatura. Em seguida, ela foi encaminhada para a UPA de Guarapari e, depois, para a Delegacia Regional do município.

Ainda segundo a PM, após o acidente, a condutora do Land Rover foi submetida ao teste do bafômetro, que deu positivo para ingestão de bebida alcoólica — taxa de 0,67 mg de álcool por litro de ar expelido. Ela recebeu voz de prisão e os policiais pediram que ela permanecesse sentada no banco de trás da viatura.

Segundo a polícia, no primeiro momento, ela obedeceu à ordem da equipe. No entanto, algum tempo depois, a mulher teria descido da viatura alterada e proferindo xingamentos a um dos militares, que por sua vez determinou que ela retornasse para o interior do veículo policial. 

Com a desobediência da condutora, foi necessária a condução da mulher para o compartimento de segurança da viatura. No entanto, de acordo com a PM, ela resistiu à condução e entrou em luta corporal com um policial, sendo necessário o apoio de populares, que estavam no local, para contê-la. 

A Polícia Militar informou ainda que, após a contenção e condução até o compartimento de segurança da viatura, a mulher ainda usava as pernas para impedir que os policiais fechassem o compartimento. 

Um dos militares utilizou o bastão anti-tumulto, como alavanca, na tentativa de tirar as pernas da mulher da tampa do compartimento de segurança da viatura e fechá-lo, porém sem êxito. 

De acordo com a PM, também foi utilizado spray de pimenta, na tentativa de conter a mulher, para que não fosse utilizada mais força, mas não foi o suficiente para que a detida liberasse a porta do compartimento. 

Mais uma vez, um dos policiais utilizou o bastão, atingindo o calcanhar da mulher por baixo da porta do compartimento de segurança. Segundo a polícia, somente assim foi possível dominar a situação, com a ajuda de terceiros, e fechar a tampa do compartimento.

Motorista do caminhão morreu após ser internado

Antes de ser detida, a mulher foi ouvida pelos policiais que atenderam a ocorrência. Ela confirmou a versão do passageiro do veículo, que foi ouvido primeiro pelos militares.

Ambos disseram que os dois veículos trafegavam sentido Guarapari – Vila Velha, quando o caminhão teria mudado de faixa bruscamente, fechando o carro e ocasionando o acidente. 

Es em Foco