Idoso morre vítima de uma armadilha que ele próprio criou para segurança de sua oficina

Idoso morre vítima de uma armadilha que ele próprio criou para segurança de sua oficina

Segundo um antigo ditado popular, “Araruta também tem seu dia de mingau”, ou “um dia é da caça e outro do caçador”. Foi justamente isso que aconteceu com um idoso de 60 anos, cujo nome não foi divulgado, que no sábado, 20, acabou morto ao ser atingido no peito por uma armadilha que ele mesmo havia criado.

A tragédia aconteceu na cidade mineira de Araxá, onde um idoso criou um dispositivo de segurança conhecido popularmente como “canhão”, para proteger de investidas de ladrões sua oficina mecânica localizada no Bairro Aeroporto. Para construir a engenhoca ele utilizou um fio de cobre e uma arma de fogo.

De acordo com explicação da Polícia Civil, a armadilha criada por ele funcionaria no caso de alguém tentasse invadir o seu estabelecimento comercial e esbarrasse no fio de cobre. Então a arma dispararia e o invasor seria atingido. Esse tipo de armadilha é proibido, e é comumente utilizado por caçadores.

Na manhã de sábado ele chegou cedo para trabalhar e sem perceber encostou no fio, provocando o disparo da arma que o atingiu em cheio no peito. O idoso morreu na hora e o seu corpo foi removido ao IML (Instituto Médico Legal), onde depois de necropsiado, foi liberado aos familiares para o seu sepultamento.