Carrapato pode ter levado uma pessoa a morte no sul do ES

Carrapato pode ter levado uma pessoa a morte no sul do ES

O município de Itapemirim, no Litoral Sul do Espírito Santo, investiga a ocorrência de febre maculosa – doença causada por uma bactéria do gênero Rickettsia, transmitida pela picada do carrapato – após registrar uma morte e outras cinco notificações de pessoas com sintomas da doença. A Secretaria de Saúde da cidade afirmou que analisa se há relação com o consumo de carne de caça pelos pacientes.⠀

Febre maculosa

Febre maculosa brasileira é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela ou micuim, da espécie Amblyomma cajennense, infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii. Esse carrapato hematófago pode ser encontrado em animais de grande porte (bois cavalos etc.), cães, aves domésticas, roedores e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais.

Transmissão da febre maculosa

Para haver transmissão da doença, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Os mais jovens e de menor tamanho são vetores mais perigosos, porque são mais difíceis de serem vistos.

Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *