Justiça manda soltar ladrão de celulares um dia depois e diz que ele não representa perigo

Justiça manda soltar ladrão de celulares um dia depois e diz que ele não representa perigo

O que todos tinham certeza que aconteceria acabou acontecendo. A justiça mandou soltar, sem fiança, o ladrão Tarcísio Santos Silva, 25 anos, um dia depois de ele ser preso em flagrante por roubar o celular de uma mulher dentro de um ônibus em Jardim da Penha, Vitória/ES. Ele nem esquentou a cela.

O ladrão de celulares tinha sido preso pela Guarda Municipal de Vitória logo após o crime, quando ele foi preso e espancado por um grupo de populares. Na Delegacia de Polícia o delegado do plantão arbitrou uma fiança de R$ 4 mil. Como não pagou ele foi levado para o CTC (Centro de Triagem de Viana).

No dia seguinte ele passou por audiência de custódia, ocasião em que a juíza Raquel de Almeida Valinho lhe garantiu a liberdade sem fiança sob alegação de que ele era réu primário, com residência fixa e que não representa risco à ordem pública e econômica. A decisão não agradou à vítima e nem à sociedade.

“Isso é um absurdo. O cara rouba dentro do ônibus e um dia depois é solto pela justiça para continuar roubando. Esse tipo de decisão judicial só serve para incentivar a criminalidade. Estamos à mercê dos bandidos, que além de proteção da polícia escondendo seus nomes, agora têm proteção da justiça também”.

O comentário é de uma testemunha revoltada com a decisão judicial. “Nos arriscamos para deter esse bandido para quê? Para ele ser solto um dia depois e ficar rindo de nossa cara? Da próxima vez as coisas poderão ser diferentes. Não dá mais para confiar na justiça em nosso país. Isso é uma vergonha”, disse.

Apesar de ser colocado em liberdade pela juíza, Tarcísio Santos terá que seguir algumas medidas cautelares, como não sair da Grande Vitória sem autorização do juiz, comparecer a todos os atos do processo, não frequentar bares, dentre outras determinações. Caso haja descumprimento de alguma delas, será preso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *