Homem mata a mulher idosa e diz que estava cheio de levar chifres e ser rejeitado no sexo

Homem mata a mulher idosa e diz que estava cheio de levar chifres e ser rejeitado no sexo

A idosa Carmelina Montiverde Moreira, 73 anos, foi morta a facadas pelo marido também idoso, Adão Moreira de Souza, 75 anos, na tarde de sábado, 09, no Bairro Jardim Carapina, no Município da Serra/ES, na Grande Vitória. A vítima chegou a ser socorrida a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ela foi atingida no peito e em outras partes do corpo. A polícia foi acionada pelos vizinhos e esteve no local do crime, onde registrou a ocorrência e acionou a polícia técnica, que removeu o corpo de Carmelina ao DML (Departamento Médico Legal) de Vitória, onde foi realizado o exame cadavérico e liberado.

O assassino evadiu-se do local do crime, mas horas depois acabou preso pela polícia e conduzido à Delegacia de Polícia, onde confessou a prática do homicídio, foi autuado em flagrante e encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da justiça. O casal era casado a mais de 53 anos.

Durante o interrogatório realizado na Delegacia de Polícia, Adão Moreira, além de confessar o crime, disse que matou a mulher porque sabia que ela estava o traindo. Segundo o delegado responsável pelo caso, o assassino disse que no passado a ameaçara de divórcio, mas desistiu porque ela cuidava bem da casa.

Segundo Adão Moreira, Carmelina mantinha relacionamentos extraconjugais, e isso o envergonhava. Disse, ainda, que há 10 anos ela se recusava a manter relações sexuais com ele, continuando a se envolver com outros homens. E foi assim que, cansado de tantos chifres e vergonha, decidiu tirar a vida da vítima.

Vizinhos e amigos lamentaram a morte trágica de Carmelina, que era muito querida e bem conceituada no local. “Não dá para entender porque tanta violência contra a mulher nesse país. As nossas leis frouxas incentivam essa matança sem fim, pois o assassino quase nunca fica preso”, disse uma amiga.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *