Trio é preso por espancar, esganar e matar homem em Santa Mônica

Um trio de amigos foi preso pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari acusados de cometer um homicídio em maio deste ano no bairro Pontal de Santa Mônica. O crime teria ocorrido por causa de uma briga dias antes. A vítima, Márcio Geraldo Neto, 50 anos, foi espancado, esganado e por fim baleado na cabeça com um revólver calibre 38.

Andreia Cirino Machado, 38 anos, Valmir Bezerra da Silva, 26 anos, e  Adenilson José Souza de Oliveira, 33 anos, foram detidos na manhã de hoje e negam que tenham participado do crime, mas para o delegado titular da DHPP, Franco Malini, não há dúvidas sobre o envolvimento do trio no crime.

“Nós apuramos que o crime aconteceu depois que a Andreia se envolveu em uma briga com a vítima. Os quatro eram usuários de drogas e frequentemente se drogavam juntos. Quando a briga ocorreu, de acordo com as testemunhas, eles estavam sem entorpecentes e com os ânimos à flor da pele. A Andreia e o Marcio chegaram à luta corporal e a Andréia resolveu se vingar”, disse Franco Malini.

Ainda de acordo com o delegado, após alguns dias o grupo se reuniu novamente. “O trio preso hoje foi até a casa do Marcio com o pretexto de fazerem as pazes e se drogarem juntos. Depois de consumirem os entorpecentes, pegaram o Márcio de surpresa e o espancaram. Chegaram a quebrar  o cabo de uma espingarda na cabeça dele. Depois o esganaram, tentando o enforcamento e por fim, como a vítima não morria, a Andréia deu um tiro na cabeça do Márcio”, contou o delegado.

Os três foram autuados pelo crime de  homicídio triplamente qualificado, pois foi mediante motivo torpe, sem possibilidade de defesa da vítima e mediante tortura, asfixia ou outro meio cruel. Se condenados podem pegar de 12 a 35 anos de prisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.