Acusado de feminicídio esperou mais de uma hora para matar ex-companheira em Guarapari

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari divulgou na manhã de hoje a dinâmica do crime de feminicídio que ocorreu na última quinta-feira (09) vitimando Shirley Simões, 31. O acusado do crime é o ex-companheiro dela, Josemar Garcia, 34 anos.

De acordo com o titular da DHPP, delegado Franco Malini, no dia do crime Josemar esperou por cerca de uma hora nas proximidades do Caic, no bairro Olaria, pois sabia que a vítima passaria por ali depois de sair do trabalho.

Ao visualizar a ex-esposa, que seguia de moto, Josemar fechou a mulher e desceu do carro e em seguida começou a atirar. Toda a ação, que foi flagrada por uma câmera de segurança, durou apenas alguns segundos. em seguida Josemar corre novamente para o carro e foge.

Ainda de acordo com Malini, depois do crime, Josemar fugiu para o bairro Condados, com um adolescente que estava no carro na hora do crime. Antes disso ele passou no bairro Lameirão, onde enterrou a arma usada no assassinato.

Josemar foi preso no dia seguinte em Piúma logo depois de embarcar em um ônibus com destino a Vitória. Josemar foi autuado por feminicídio triplamente qualificado e aguarda julgamento no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari.

Es em Foco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.