Por falta de funcionários, professoras precisam cozinhar em escola do interior de Colatina, ES

Atendendo a 41 crianças, a escola municipal Professora Cely Rocha, localizada na vila de Maria Ortiz, no interior do município de Colatina, não possui nenhum funcionário para fazer a produção da merenda dos alunos. Com isso, são as professoras da instituição de ensino ou os próprios pais quem acabam indo para a cozinha.

De acordo com os pais dos alunos, as aulas já começaram há mais de um mês, mas a merendeira foi retirada do local e não foi substituída. Algumas mães já tiveram que ir à escola para ajudar a cozinhar.

“Eu e uma outra colega viemos fazer a merenda. E eu precisei ir em casa buscar arroz, que não tinha, e fomos buscar verduras para alimentar as crianças”, conta Ana Rita, que é mãe de um dos alunos.

Os pais afirmam que já procuraram a Prefeitura de Colatina em busca de uma solução, mas até agora o problema não foi resolvido.

“Fizeram o negócio para selecionar as pessoas, e até hoje não chamaram a menina que passou. Não temos a resposta de ninguém. Nós de Maria Ortiz somos pessoas isoladas da Prefeitura”, reclama o pai João Ponches.

Em função da falta de funcionários, as professoras assumem a responsabilidade de fazer a merenda e de cuidar da escola. Elas não quiseram se identificar, mas contaram que quando não sobra tempo para cozinhar as crianças recebem biscoitos e suco para comer.

“Acho isso um descaso com as crianças. Elas saem de casa 7 horas. Eu tenho um menino de cinco anos que não come nada de manhã. Isso não sustenta uma criança”, reclama a mãe Mônica Gozer.

Os pais afirmam que para além do problema da merenda, o Executivo municipal também não realiza ações de manutenção básicas. Há três anos a própria comunidade se uniu para pintar as paredes.

A segurança é outro fator que preocupa, já que a instituição fica próxima a uma linha de trem e também ao Rio Doce, mas não conta com nenhum funcionário que vigie o portão para evitar a saída das crianças.

A Prefeitura de Colatina informou que está contratando uma merendeira para trabalhar na escola. Em nota, garante também que esta semana uma equipe foi ao local para reparar a estrutura de arame que fica em volta do parquinho e também para reparar os banheiros e trocar lâmpadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *