Homem é suspeito de estuprar criança no ES e forçar o filho a ter relação sexual com ela

Um homem de 35 anos foi preso preventivamente, nesta quinta-feira (2), suspeito de estuprar uma menina de 11 anos e obrigar o filho dele a também ter relação sexual com ela. O crime ocorreu há cerca de um mês na Grande Vitória.

Segundo a polícia, a criança contou que fugiu de casa depois de uma discussão. Os pais dela chegaram a registrar um boletim sobre o desaparecimento.

À polícia, a menina disse que tentou ir andando até a casa da avó, em um município vizinho. No meio do trajeto, ela parou em um posto de gasolina para pedir ajuda, onde foi abordada pelo suspeito e forçada a ir até a casa dele.

No local, ela foi sexualmente abusada e obrigada a ingerir bebida alcoólica.

“O suspeito a abordou, perguntou se ela estava com fome, se queria um lanche, e ele a convidou para ir a uma lanchonete a poucos metros dali. No trajeto, quando passou na frente da porta do seu prédio, ele a empurrou para dentro. Na escada, ele a sufocou pelo pescoço e forçou a entrar”, disse o delegado adjunto da Delegacia de Proteção à Criança ao Adolescente (DPCA), Douglas Vieira.

Ainda de acordo com as investigações, o filho do suspeito, de 16 anos, também foi forçado pelo pai a manter relações sexuais com a vítima.

Depois do crime, segundo o delegado, a intenção do suspeito era manter a menina em cárcere privado para continuar cometendo abusos, mas ela conseguiu fugir.

“Depois dos fatos, ele entendeu que deveria mantê-la em cativeiro, mas ele ingeriu grande quantidade bebida alcoólica e acabou dormindo. Nesse momento, a adolescente aproveitou para fugir do local e contou ajuda do filho dele”, disse.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a menina saiu do local, já durante a madrugada, e ficou andando pelas ruas. Um motorista de aplicativo percebeu a situação, ofereceu ajuda e a levou até a casa dos pais dela.

A família encaminhou a criança até uma delegacia para relatar o crime. Ela também foi submetida a exames no Departamento Médico Legal (DML), que comprovaram os abusos.

A Polícia Civil não divulgou os nomes dos envolvidos, a data e nem o município onde aconteceu o fato para preservar a vítima.

O cumprimento do mandado de prisão preventiva aconteceu enquanto o suspeito saía de casa para trabalhar.

De acordo com o delegado, ele permaneceu em silêncio e não respondeu as perguntas da polícia. O homem foi encaminhado para o Complexo Penitenciário do Xuri, em Vila Velha.

Para a Polícia Civil, há indícios de que ele cometeu os crimes de estupro de vulnerável e corrupção de menores, além de entregar bebida alcoólica a menor de idade. A atuação do filho dele ainda será investigada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *