Responsável por prostíbulo fechado em Guarapari é assessor da Câmara Municipal

Responsável por prostíbulo fechado em Guarapari é assessor da Câmara Municipal

A Delegacia Especializada de Costumes e Diversão (Decidi) fechou uma casa de prostituição em Guarapari na última quinta-feira. A ação foi realizada depois de denúncias anônimas. O responsável pelo local foi autuado em flagrante pelo crime de rufianismo, que é obter lucro através de prostituição de outras pessoas, e foi solto logo depois de pagar fiança.

No prostíbulo, que ficava no começo da ladeira do bairro Ipiranga, os policiais encontraram mais de R$ 2 mil em espécie e um computador com fotos íntimas das mulheres que trabalhavam no local. Ainda de acordo com a polícia, para as mulheres trabalharem no local era necessário pagar R$1,8 mil por mês. Qualquer denuncia sobre locais como esse podem ser feiras através do Disque Denúncia 181. Não é preciso se identificar.

A identidade do responsável não pode ser revelada obedecendo a lei de abuso de autoridade, sancionada recentemente pelo presidente Bolsonaro, mas nossa equipe apurou que trata-se de um assessor da Câmara Municipal de Guarapari.

Es em Foco