Corpo com características semelhantes ao da jovem desaparecida em Guarapari foi encontrado na Serra

Corpo com características semelhantes ao da jovem desaparecida em Guarapari foi encontrado na Serra

Uma jovem de Guarapari, no Espírito Santo, está desaparecida há sete dias. Niasia Alves Santos, 26, saiu de casa no último dia 22, dizendo que iria encontrar uma amiga e voltaria no mesmo dia. Um corpo com características semelhantes ao da jovem foi encontrado pelas autoridades a mais de 100 km da casa de Niasia. De acordo com informações do pai da jovem, Marcos Renan, ela saiu de casa de moto dizendo que iria para Cariacica, na região metropolitana de Vitória. Sem ter informações do paradeiro da filha, ele resolveu registrar um boletim de ocorrência na quinta-feira, 24.

O pai ainda estava na expectativa de encontrar a jovem no Natal, já que ela tem uma filha de 5 anos, que ainda espera pela mãe. “Eu não tenho nenhuma informação dela. Estamos sem notícias desde quando ela saiu. Eu sou um pai que ainda espera pela filha em casa”, disse Renan. A Polícia Civil deu seguimento a investigação do caso e descobriu que durante o percurso para Cariacica, Niasia mandou mensagem para uma amiga dizendo que estava chegando ao município da Serra. Porém, ela não chegou ao destino final.

No último domingo, os investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) receberam uma informação de um corpo encontrado na região de Chapadão em Nova Almeida, na Serra. O local fica a cerca de 100 km de Guarapari. A vítima estava numa floresta de eucaliptos e o corpo em estado avançado de decomposição. De acordo com o relatório da equipe de perícia, eles foram acionados às 11h50 para irem ao local. “O corpo já estava sendo devorado por urubus. Da vítima não fora possível fazer a identificação, pois só restavam praticamente os ossos”, conta a polícia no documento.

A vítima encontrada pela PC seria do sexo feminino, só sendo possível a identificação pela quantidade de “cabelos longos e pés pequenos”, narrou um dos policiais que atendeu a ocorrência. A mulher usava aparelho e tinha cabelos longos pretos. As características e altura são semelhantes às de Niasia. A família recebeu as informações e devem fazer o exame de DNA para confirmar a identificação amanhã. “Eu não quero acreditar que é a minha filha. Eu quero receber a ligação dela, dizendo que ela está bem e viva. Não quero que o DML me ligue para dizer que aquele corpo lá é dela. Eu sou pai, não quero isso para a minha filha”, desabafou Marcos Renan.

Outro corpo é encontrado no município de Serra O corpo de uma mulher — ainda sem a idade e identificação — foi encontrado ontem à tarde por populares em um terreno baldio, também no município da Serra. De acordo com a Polícia Civil, por volta das 14h, uma mulher entrou em contato com a polícia, informando que tinha uma pessoa morta dentro de uma construção abandonada no bairro de Carapina Grande. No corpo da vítima existiam sinais de agressões. Por meio de nota, a PC disse que investiga o caso.

Fonte: uol

Es em Foco