Em Anchieta, tampinhas de garrafas ajudam na castração de animais

O projeto PetDog continua ativamente em Anchieta com suas ações em prol do controle populacional dos cachorros de rua, por meio da realização de castração desses animais. A população é um grande incentivador da iniciativa, pois com as tampinhas plásticas recolhidas é possível custear parte dos procedimentos veterinários.

O projeto é uma parceria do município, por meio da secretaria de Meio Ambiente, e a Associação de Cuidados Animais – SOS Matilha. A iniciativa conta com a participação imprescindível da população, na separação e destinação das tampinhas plásticas para o projeto.

Por meio do projeto as cadelas de rua recebem tratamento prévio de doenças que impedem a castração, microchipagem, e tratamento pós-operatório durante sete dias, com medicações e alimentação.

Por fim, depois de castradas e tratadas quando não são adotadas, retornam ao seu local de origem portando uma coleira de identificação do Projeto em verde neon.

Conforme a Secretaria de Meio Ambiente, desde o início do projeto temos os seguintes resultados:

·         152 Pontos de Entrega de Tampinhas – PET  instalados –  Distribuídos nos comércios, escolas e prédios públicos, todos precedidos de mobilização socioambiental, pela equipe de Educação Ambiental da SEMAN.

·         2.5 toneladas tampinhas plásticas coletadas e vendidas- Até 14 de dezembro de 2020, no valor de R$ 1.960,00, que seguiram para reciclagem e auxilio no pagamento dos custeios de castração;

·         41 cadelas castradas –   sendo que três seguem em tratamento prévio;

·         09 cadelas adotadas –  Das 41 cadelas castradas, 8 receberam lar definitivo.

Metas alcançadas:

– 50% de cobertura da primeira área de levantamento para castração, zona urbana central de Anchieta incluindo vários bairros;

– 93% da meta quantitativa de castração anual prevista.

A coleta de tampinhas ao longo do projeto e o total de coleta. A coleta é feita normalmente na última semana de cada mês. Porém, no período da pandemia, esse recolhimento tornou-se mais remoto, sendo feito em uma periodicidade maior.

No aspecto quantitativo o total de 2.312,20 toneladas de recolhimento de tampinhas pode não parecer uma quantidade exorbitante, mas no aspecto qualitativo demostra três resultados excelentes: A preservação ambiental, a participação social, e o apoio ao bem-estar animal.

Essa quantidade é graças à participação social, altamente gratificante observando-se o engajamento da população em separar e destinar as tampinhas nos pontos de entrega. A prática apesar de simples exige do ser humano a boa vontade, e isso só acontece quando há sensibilização para a causa, que neste projeto é demostrada de forma positiva, resultando de todo trabalho de mobilização que vem sendo feito.