Com hospitais lotados, governo do ES define os critérios que vão priorizar pacientes na fila por UTI

Com hospitais lotados, governo do ES define os critérios que vão priorizar pacientes na fila por UTI

O Espírito Santo definiu um protocolo em que se estabelece a classificação de prioridades para pacientes terem acesso à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) caso não haja leitos disponíveis para todos. O documento, que foi obtido pela TV Vitória, define que os doentes com mais chances de sobreviver à internação estarão na frente da fila para conseguir o leito. A faixa etária não faz parte dos critérios. 

A situação extrema já é admitida pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes. “As interações sociais, de maneira insistente, não estão contribuindo para a queda dos casos. Temos uma variante nova no Estado e a ocupação hospitalar não consegue acompanhar a velocidade da transmissão da doença. Estamos chegando em um momento crítico. Vamos ter que passar a triar as pessoas que precisarem de um leito hospitalar”, projetou, em entrevista ao programa Espírito Santo no Ar, na manhã desta terça-feira (30).

No documento de 28 páginas, chamado de “Plano de Contingência para Internações Hospitalares por Covid-19”, a ordem de prioridade classifica os pacientes de acordo com as condições clínicas em que se encontram. O secretário disse que a secretária está validando o protocolo e que ele ser publicado até sexta-feira (02).