Policial que fez funcionária da Gol refém vinha para o Espírito Santo

Policial que fez funcionária da Gol refém vinha para o Espírito Santo

O passageiro que fez uma funcionária da empresa Gol Linhas Aéreas refém no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na noite de domingo (11).

Segundo a Record TV, o homem, que é policial militar no Paraná, teria tido um surto psicótico e foi afastado da corporação. Ele entregou a arma e tirou férias para visitar a família no Espírito Santo.

O passageiro ameaçou a vítima com uma caneta no pescoço e disse que tinha uma bomba na mochila que carregava.

De acordo com a Folha de São Paulo, ele pediu para que a Polícia Federal fosse chamada e disse para a refém que não a machucaria. O homem foi detido pela PF e levado para a delegacia do aeroporto.

Conforme informações da Gol, a funcionária passa bem e está recebendo suporte da empresa. A companhia se colocou à disposição para contribuir com a investigação do caso.

Es em Foco