Irmãos baleados durante assalto em Guarapari continuam internados em estado grave

Irmãos baleados durante assalto em Guarapari continuam internados em estado grave

Os turistas que foram vítimas de uma tentativa de latrocínio na divisa entre os municípios de Anchieta e Guarapari, continuam internados em estado grave. O menino de 10 anos e o irmão, de 17, estão na UTI. A família, que é de Minas Gerais, está traumatizada com o crime.

A mãe, o pai e os três filhos, um adolescente de 17 anos, uma de 14 e o caçula, de 10 anos, saíram da cidade natal para passar as férias em Guarapari. No último domingo (11), eles estavam passeando de carro, conhecendo as praias capixabas, quando chegaram na divisa entre Guarapari e Anchieta, em uma região conhecida pelas falésias, que fica às margens da Rodovia do Sol.

Quando a família saiu do veículo para registrar algumas fotos, foi surpreendida por um criminoso armado. No momento da abordagem, eles não reagiram e entregaram todos os pertences para o criminoso. Por conta do nervosismo, o adolescente, de 17 anos, se desequilibrou e caiu no chão. O criminoso, então,  começou atirar na direção dele.

O adolescente foi atingido por três tiros, sendo um no peito, um na barriga e outro na perna. O pai do jovem entrou em desespero e partiu para cima do criminoso. Os dois entraram em luta corporal e acabaram caindo de uma altura de seis metros.

Durante a confusão, o criminoso efetuou outros disparos, que atingiu a criança de 10 anos e o pai. Em depoimento à polícia, o pai da vítima contou que se não tivesse reagido, o suspeito não teria parado de atirar no filho.

Ele acabou atingido por um tiro na perna, e foi levado para a UPA de Guarapari. Segundo a esposa, a bala continua alojada, mas a equipe médica o liberou do hospital.

A criança de 10 anos, atingida por um tiro na barriga, foi socorrida para o Hospital Infantil de Vitória e passou por uma cirurgia de urgência. Na manhã desta terça-feira (13), a mãe contou que o filho continua na UTI em estado grave e sem previsão de alta.

O adolescente de 17 anos, também foi levado para UPA da cidade, mas logo foi transferido para o Hospital São Lucas, em Vitória. Segundo a mãe, ele também passou por uma cirurgia no último domingo e segue na UTI em estado grave.

Familiares mineiros, vieram para o Estado e estão dando o suporte necessário para a família. O suspeito de cometer o crime foi detido no bairro Mãe Bá, em Anchieta.

A polícia chegou até o homem, de 26 anos, através de denúncia anônima. Ele foi encontrado caído em uma rua, com alguns ferimentos, e confessou o crime. Na mesma ocorrência, a PM ainda prendeu uma jovem de 22 anos que teria ligação com o criminoso. Ela é conhecida por gerenciar o tráfico da região.

Informações: Folha Vitória

Es em Foco