Vereador quer proibir construções no poço dos jesuítas, em Guarapari

O vereador Fábio Veterinário fez indicação solicitando que a área no entorno do Poço dos Jesuítas, no Morro do Atalaia, seja considerada não edificável, pois esse é um monumento histórico cultural de Guarapari desde 1587, sendo necessário
que o mesmo seja tombado como patrimônio da cidade.

O poço construído pelos jesuítas no século XVI tem o formato de cúpula e foi feito de pedras sobrepostas e uma grande argamassa composta de areia, conchas trituradas e óleo de baleia. É o único que ainda resta dos vários construídos pelos jesuítas. Era chamado de “Poço da Frente” ou “Poço de Beber”, usado pela população até pouco tempo atrás quando faltava água na cidade. Localiza-se no Morro do Atalaia, nas pedras à beira-mar. Possui 40 cm de profundidade. Atualmente encontra-se em processo de tombamento pelo Conselho Estadual de Cultura.

A mobilização de moradores e grupos sociais conseguiu barrar a construção de uma casa nas proximidades do local da fonte de água, que poderia interferir na paisagem e acesso ao local. Um projeto arquitetônico para construção com dois pavimentos havia sido aprovado no entorno da fonte em 2016. Porém, o Plano Diretor Municipal mudou em 2017, transformando a região de zona de uso residencial para zona de proteção ambiental. As disposições transitórias permitiam recursos do proprietário da área, mas este foi reprovado recentemente pelo Conselho do PDM.