Dessa vez não foi o Satanás. Pastor é preso por estupro de vulnerável e culpa o Cupido

O pastor Luiz Alberto Pacífico Soares, 38 anos, foi preso na segunda-feira, 25, após confessar ter estuprado uma adolescente de 12 anos em Itanhaém, no Litoral de São Paulo. Ele, que é casado e tem filhos, confessou que há cerca de dois meses cometia o crime contra a adolescente, a quem enviava mensagens.

A adolescente frequentava o templo religioso onde o pastor atuava, no Bairro Jardim Coronel. Em um dos bilhetes enviados a adolescente, o pastor afirma que “eu sei que tudo isso é proibido. A culpa foi daquele cupido”. Em um dos bilhetes há até um guia para o ponto de encontro entre eles e até alguns desenhos.

O pastor descreveu em uma das cartas o caminho que faria para que a vítima pudesse localizá-lo. Ele desenhou uma espécie de mapa com os detalhes. Em outro bilhete pediu para que a adolescente não deixasse outras pessoas verem o recado, porque viram ele fazendo o desenho e queriam saber para quem era.

Testemunhas denunciaram o crime do pastor à mãe da adolescente, e depois ao 2º Distrito Policial de Itanhaém. Os policiais foram até a residência da família da vítima, que confirmou ter sido estuprada duas vezes pelo pastor. Ao ser preso o pastor não quis confessar o estupro de vulnerável, mas depois admitiu o crime.