Grávida de 8 meses é agredida com socos, pauladas e coronhadas pelo ex-marido no ES

Uma jovem de 19 anos, grávida de de oito meses, pediu ajuda a policiais militares após ser agredida pelo ex-marido com socos, pauladas e coronhadas na madrugada desta quarta-feira (18), no bairro José de Anchieta, na Serra, Grande Vitória.

A vítima, que trabalha como atendente de lanchonete, ficou com vários hematomas e contou que foi agredida durante uma hora com socos, pauladas e coronhadas do ex-marido, um gesseiro de 22 anos, identificado como Breno Nascimento da Silva.

“Ele não aceita que eu tenha amizades e nem nada. Meu rosto está todo inchado, minha cabeça está inchada. Não sabia mais o que fazer”, contou.

Como estava com a filha de um ano no colo, a menina também acabou se machucando durante as agressões.

Por causa dos ferimentos, a gestante foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Carapina.

“Posteriormente, a equipe foi até a residência onde supostamente o indivíduo estava. Ele atendeu os policiais e afirmou que não tinha arma de fogo, porém depois afirmou que se tratava de um simulacro, direcionando que o equipamento estava no interior do seu veículo”, informou a nota da Polícia Militar.

Breno Nascimento da Silva foi preso na casa de uma amiga levado, juntamente com o material apreendido, para a delegacia do Plantão Especializado da Mulher (Pem), em Vitória. Ele foi autuado em flagrante por lesão corporal qualificada, ameaça e injúria, ambos na forma da Lei Maria da Penha e foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

Relacionamento marcado pela violência

A jovem contou que o relacionamento durou três anos. Durante todo esse tempo, ela foi vítima de violência.

Cansada das agressões, há 15 dias ela decidiu se separar, mas o homem não saía de casa.

A família da atendente mora na Serra, mas há algum tempo, a mãe dela se mudou para outro estado. A jovem diz que pretende criar as filhas junto com a mãe.