Moto embaraça em fios, bate em carro e professora morre a caminho de escola em Piúma

Moto embaraça em fios, bate em carro e professora morre a caminho de escola em Piúma

Uma professora de 43 anos anos morreu após a moto em que ela estava bater de frente com um carro em Piúma, no Sul do Espírito Santo, na noite desta terça-feira (12).

Segundo testemunhas, a vítima, identificada como Flávia Ferreira Pereato, seguia de moto quando se atrapalhou com fios de internet que estavam caídos na pista e perdeu o controle da direção, batendo no carro.

Flávia estava indo para a Escola Municipal Lacerda de Aguiar, onde daria aulas para uma turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA). A professora era moradora de Piúma e dava aulas também em Itapemirim.

O acidente aconteceu no bairro Itaputanga. Aos policiais militares, o motorista do carro, que prestou socorro à vítima, disse que estava seguindo para a cidade Marataízes e que Flávia invadiu a pista em que ele estava.

O condutor fez o teste do bafômetro, que deu negativo. Ele foi liberado após prestar depoimento.

Flávia foi socorrida e levada a um hospital, mas acabou morrendo. O corpo da professora foi levado para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim.

Flávia Pereato, de 43 anos, morreu em acidente de moto — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Fios entraram na roda dianteira, diz amigo de professora

De acordo com Brás Zagotto, que é amigo da família, a professora quebrou o pescoço.

“É muito triste, é uma situação que ninguém esperava, a Flávia era jovem, 43 anos, morreu indo trabalhar por irresponsabilidade de quem estava trabalhando naquele local. Ela embaraçou em fios de internet de uma empresa que estava trabalhando, ela não viu, os fios entraram na roda dianteira e isso levou ela pra contramão”, detalhou.

A concessionária de energia elétrica EDP informou por nota que, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a responsabilidade dos fios é das empresas de telecomunicação e que só faz notificações quando encontra irregularidades.