Homem que matou rapaz a pedradas diz que eles tinham um relacionamento homoafetivo

Homem que matou rapaz a pedradas diz que eles tinham um relacionamento homoafetivo

O indivíduo que matou Lucas Felipe Viana de Santana, 28 anos, na tarde de domingo, 17, e que foi preso no dia seguinte, foi ouvido nesta terça-feira, 19, e disse que mantinha um relacionamento homoafetivo com a vítima e que a matou durante uma discussão por motivos que não foram por ele detalhados à polícia.

O assassino, que não teve o nome divulgado por causa da insistência da polícia em proteger bandidos colocando em risco a sociedade, matou Lucas a pedradas em um clube social de Campo Formoso, no Norte da Bahia, por volta das 16h10m de domingo. Lucas foi atingido no peito e na cabeça e morreu no local.

Segundo os policiais que registraram a ocorrência, além das pedradas fatais, Lucas Felipe foi também vítima de espancamento. Seu corpo foi levado para necropsia no IML (Instituto Médico Legal) do DPT (Departamento de Polícia Técnica) em Senhor do Bonfim, na mesma região, e depois liberado à família.

O delegado do caso não informou se o assassino possui ou não antecedentes criminais e a Polícia Civil prossegue com as investigações no sentido de apurar se as declarações do criminoso são verdadeiras, principalmente se existia realmente o relacionamento homoafetivo entre eles declarado pelo homicida.

Es em Foco