Mulher cadeirante de 68 anos é morta a facadas pelo marido dentro de casa

Mulher cadeirante de 68 anos é morta a facadas pelo marido dentro de casa

Uma mulher cadeirante de 68 anos foi morta com golpes de faca no pescoço pelo marido na tarde desta quarta-feira (10) no bairro São Pedro, próximo à Avenida Serafim Derenzi, em Vitória.

O crime ocorreu por volta das 15 horas dentro da casa onde a vítima, Marilene Ferraz de Oliveira, vivia com o suspeito do crime, identificado como Clóvis Vanderlei de Oliveira, de 73 anos.

De acordo com a filha de Marilene, Karla Tatiane Ramos de Oliveira, momentos antes do assassinato, Clóvis já havia tentando agredir a esposa. Segundo ela, o homem estava alcoolizado.

“Às 13h30 ele chegou bêbado e ameaçou bater na cara dela. Eu entrei na frente e falei que não ia bater nela”.

A filha conta que decidiu ir em casa para tomar um banho e que depois voltaria para a casa da mãe. No entanto, nesse meio tempo ela recebeu a ligação de uma vizinha, que disse que Clóvis havia passado na rua com as mãos cheias de sangue. O crime já havia ocorrido. Para Karla, o suspeito, que é padrasto dela, também tinha a intenção de matá-la.

“A polícia prendeu ele no portão da minha casa. Porque ele disse que ia acabar comigo também”.

Cadeirante foi assassinada pelo marido dentro de casa em Vitória — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Cadeirante foi assassinada pelo marido dentro de casa em Vitória — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Clóvis foi preso e levado para a Delegacia do Plantão da Mulher, em Vitória. O homem já possuía passagens pela Justiça por homicídio. Também foi preso em 2019 por agredir a esposa.

“Eu não tenho nada de bom que falar dele. Ele agredia muito minha mãe. Ela ficou cadeirante depois que ele começou a bater nela”, afirma Karla, que agora pede por justiça.

“Ele não pode sair impune para fazer com outras mulheres o que ele fez com minha mãe. A única coisa que eu peço é por justiça”.

Es em Foco