Criança de 10 anos morre com tiro na cabeça ao disparar por acidente uma arma de fogo

Criança de 10 anos morre com tiro na cabeça ao disparar por acidente uma arma de fogo

A facilidade de acesso a armas de fogo e a irresponsabilidade de quem tem permissão para usá-las segue provocando tragédias país afora, causando tristezas em famílias onde entes queridos são vítimas de acidentes ou de disparos intencionais provocados por armas que deveriam ser evitadas sempre.

Foi o que aconteceu em Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte/MG, na tarde de sábado, 22, onde o garoto Gabriel Gustavo de Souza, 10 anos, pegou a arma de um policial militar de nome não divulgado e começou a brincar com ela, até que por acidente disparou contra a própria cabeça.

A vítima chegou a ser socorrida à Policlínica de Juatuba, mas não resistiu e morreu. Gabriel e a família estavam em um sítio no Bairro Cidade Satélite, e enquanto os adultos conversavam na parte externa da casa, ele e a prima de 11 anos, filha do policial proprietário da arma disparada brincavam em um quarto.

A menina contou para os policiais que Gabriel subiu em um banco e pegou a arma que estava em cima do guarda-roupas. Ela afirmou que aconselhou o primo a não mexer com a arma, mas ele continuou brincando até que um disparo acidental acertou a cabeça dele, chamando a atenção dos familiares da vítima.

Aos policiais que registravam a ocorrência, o dono da arma disse que colocou a arma na parte superior do guarda-roupas, em local de difícil acesso, coldreada e travada sem que ninguém visse onde ele estava deixando o armamento. Ele precisou ser encaminhado a uma clínica psicológica da PM para atendimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *