Briga de família acaba com jovem morta em sítio de Guarapari

Briga de família acaba com jovem morta em sítio de Guarapari

Um homem e uma mulher foram baleados em um sítio na região de Jacarandá, zona rural de Guarapari, na tarde deste sábado (5). Ambos foram socorridos, mas a mulher, identificada como Fernanda da Silva Pereira, de 23 anos, acabou morrendo.

Informações iniciais passadas pela Polícia Militar eram de que um homem e uma mulher teriam invadido um sítio com o objetivo de agredir, com um facão, um indivíduo.

No entanto, segundo um advogado da família, que preferiu não se identificar, Fernanda seria irmã do dono do sítio, fruto do segundo casamento do pai deles, que faleceu. Após a morte do pai, os irmãos estavam em disputa judicial por conta da herança dele. Ambos tentavam chegar a um acordo em relação ao sítio, que ficou com a irmã, mas, ainda assim, o acusado de atirar não quis sair do local.

Ainda de acordo com o advogado, Fernanda foi ao sítio junto com a mãe, que é madrasta do acusado, a namorada e um tio para conversarem. Mas quando chegaram ao local, foram recebidos pelo acusado e sua esposa, que estavam com um facão,  tendo início  uma discussão. Em determinado momento, o suspeito teria pegado uma arma e atirado duas vezes contra a irmã. Ele ainda atirou contra o tio da vítima e tentou matar a mãe e a namorada de Fernanda, que conseguiram escapar. 

Na versão dada pela polícia à reportagem, Fernanda teria entrado no sítio com um homem e, ao visualizar os suspeitos, o indivíduo, para se defender e também tentar evitar que o sítio fosse invadido, efetuou disparos de arma de fogo. O homem e a mulher foram atingidos, porém quando a PM chegou ao local, ambos já tinham sido socorridos para o Pronto Atendimento (PA) de Viana. No PA, os policiais foram informados que a mulher tinha ido a óbito.

O tio de Fernanda foi transferido em estado grave para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória. O autor dos disparos fugiu e não foi localizado.

O caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari e, segundo a Polícia Civil, até o momento nenhum suspeito foi detido. O corpo da mulher foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *