Samarco discute ações para aumentar a representatividade de mulheres no setor

Samarco discute ações para aumentar a representatividade de mulheres no setor

No Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta sexta-feira (08/03), a Samarco reforçou a importância de iniciativas que visem aumentar a representatividade de mulheres no setor e promoveu discussões sobre a equidade de gênero. As ações do Programa de Diversidade, Equidade e Inclusão (DE&I), criado em 2022, têm contribuído para atrair as mulheres às vagas abertas na empresa nos últimos dois anos, além da promoção das profissionais. O programa também está alinhado ao propósito de fazer uma mineração diferente.

Segundo o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), no Relatório de Indicadores Women in Mining (WIM) – Movimento das Mulheres na Indústria de Mineração – a representatividade de mulheres no setor cresceu de 15% (2021) para 21% (2023). Na Samarco, as mulheres representam 21,9% dos empregados (as) diretos (as) e conta com cerca de 20% de mulheres em posições de liderança e 42% dos empregados (as) diretos contratados nos últimos dois anos.

A gerente-geral de Desenvolvimento Humano e Organizacional, Vera Lucia, lembrou que a empresa mantém mobilização para conscientizar as pessoas sobre a importância de garantir a equidade de gênero.

 “A data é um marco para refletirmos sobre a desigualdade de gêneros. E deve ser uma reflexão constante. Precisamos avaliar as melhores formas de gerar oportunidades para mulheres, cisgêneros e transgêneros, e ter essa representatividade em todos os espaços e níveis hierárquicos. Sabemos que precisamos avançar para contribuir para mudanças em um cenário de desigualdade, que é uma realidade histórica e uma longa construção”, destacou Vera Lucia.

Entre as ações afirmativas destacam-se os programas de estágio e de trainee operacional, além do programa de Supervisoras da Operação realizados exclusivamente para mulheres. A empresa pretende ampliar projetos, no âmbito do Programa DE&I, para alcançar metas previstas para 2030 e 2035: ter, no mínimo, 35% de mulheres no efetivo da Samarco, 35% na liderança e 25% na operação.

Programa de Diversidade, Equidade e Inclusão

A iniciativa está alinhada com a política de Direitos Humanos da Samarco e com a agenda ESG (sigla em inglês para Ambiental, Social e Governança), aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pelas Organizações das Nações Unidas e à Carta de Compromisso do Ibram. Várias ações vêm sendo promovidas para inclusão, atração e promoção de profissionais de grupos minorizados: mulheres, pessoas negras, pessoas com deficiência e LGBTI+.

A Samarco tem em seu site uma página exclusiva com material didático e informativo, documentos e compromissos da empresa sobre Diversidade, Equidade e Inclusão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *