Confusão entre ex-vereador de Guarapari e limpador de piscina vira caso de polícia

Uma confusão envolvendo um homem que trabalho com limpeza e manutenção de piscinas e um ex-vereador acabou virando caso de polícia na tarde desta segunda-feira (10) em Guarapari. Os dois envolvidos no caso tem versões bastante diferentes sobre os fatos ocorridos nesta tarde.

Vinícius Batista Santos, 25 anos, contou em depoimento à polícia que havia acabado um serviço em uma casa vizinha à do ex-vereador José Raimundo Dantas e seguia para a sua moto que estava estacionada na rua quando foi surpreendido por um homem o acusando de estar tentando roubar uma outra moto que estava estacionada próximo à dele.

Ainda de acordo com o depoimento, outras duas pessoas, além do ex-vereador saíram da casa e passaram a acusá-lo de tentar roubar a moto e que mesmo depois de outros funcionários da empresa atestarem que ele estava trabalhando no local e mostrar a chaves da própria moto, os três homens continuaram a discutir com ele e o ex-vereador acabou desferindo um soco no rosto dele.  Na delegacia Vinícius afirmou que o homem que primeiro grita com ele seria o filho de Dantas e que vai representar criminalmente contra pai e filho. O terceiro homem não foi identificado por ele.

A reportagem do ES em Foco procurou o ex-vereador Dantas para ouvir a sua versão dos fatos. De acordo com Dantas a situação não ocorreu da forma narrada por Vinícius.

“Meu sobrinho ouviu um barulho de alguém tentando ligar uma moto e foi ver o que acontecia. Ele visualizou então este rapaz tentando ligar a moto do meu sobrinho, que é uma CG, bem diferente da Brós que ele alegava ser dele. Quando nos aproximamos o rapaz falou que havia se enganado de moto e que era trabalhador e tinha acabado de fazer um serviço em uma casa vizinha”, contou Dantas.

E continuou: “Nós pedimos então para ele ligar a moto que era dele, mas ele não quis. fomos até a casa que ele havia feito o serviço e perguntamos se era verdade que ele estava trabalhando ali e num primeiro momento um dos homens que estava na casa disse que não. Nesta hora eu reconheço que dei um empurrão nele e começou um bate boca entre eu e ele, pois estamos vendo a onda de furtos de moto que tem acontecido na cidade. Só depois que o pessoal da casa viu a confusão foi que eles afirmaram que o rapaz de fato tinha trabalhado alí. Ainda  assim é muito estranho o fato dele ter confundido uma CG com uma Brós e não ter tentado ligar a moto quando pedimos para provar que era dele”, disse Dantas.

O ex-vereador disse ainda que no depoimento Vinícius afirma que foi o filho dele quem primeiro gritou com ele, mas na hora do ocorrido  filho dele estava em um supermercado e que pode até fazer uma acareação entre o filho e Vinícius para provar.

“Amanhã vou procurar a delegacia e esclarecer tudo isso pois tem alguma coisa estranha nesta história”, finalizou Dantas.

2 thoughts on “Confusão entre ex-vereador de Guarapari e limpador de piscina vira caso de polícia

  • 10 de junho de 2019 em 22:35
    Permalink

    Sempre ele!gosta de aparecer.

    Resposta
  • 11 de junho de 2019 em 16:56
    Permalink

    Reportagem não deveria ser exposta pois está a denegrir a imagem de um cidadão de bem e o senhor Dantas que por um determinado tempo foi vereador de Guarapari deverá sim ser processado até mesmo por calúnia e difamação
    #jornalista_do_bem

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.