Bombeiro reage e mata assaltante no ES

Um bombeiro reagiu e matou um assaltante com três tiros na noite desta sexta-feira (30) no bairro Rio Marinho, em Vila Velha. De acordo com informações preliminares, Max Patrício Medici, de 22 anos, apontou uma arma para o bombeiro e anunciou o assalto. A princípio o bombeiro entregou todos os pertences, mas assim que o criminoso virou as costas, ele reagiu e atirou. O jovem morreu no local.

Uma professora de 42 anos, que é tia do jovem que foi morto, disse que ele morava com a mãe em Cobilândia e tinha uma filha de quatro anos. Segundo ela, ele estava trabalhando como ajudante de pedreiro com o pai, era brincalhão, tranquilo, mas tinha “amizades erradas”.

“Ele tinha uma boa relação com a família, mas dava preocupação. Qual jovem hoje em dia que não para em casa não dá?”, perguntou.

 (Max Patricio Medici - Foto: Reprodução/Facebook)

(Max Patricio Medici – Foto: Reprodução/Facebook)

Max teve uma passagem pela polícia por furto quanto tinha 17 anos e a tia lembrou que todos o aconselhavam a seguir pelo caminho correto. Ela soube da morte do sobrinho pelos vizinhos. 

“Parece que ele estava fazendo alguns assaltos na rua e, quando abordou o bombeiro, foi atingido. É difícil. Mais uma família sofrendo com a violência e essa maldição das drogas”, lamentou.

Testemunhas contaram que os assaltos no bairro Rio Marinho são diários, e muitos moradores têm medo de andar pelas ruas depois das 19 horas. O enterro do jovem morto será no cemitério municipal de Ponta da Fruta, às 16 horas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *