Flamengo campeão! Foi sorte?

O Flamengo fez ontem o seu pior jogo no comando do treinador Jesus, nem na derrota para o Bahia no primeiro turno do brasileiro, quando perdeu por três a zero jogou tão mal. O River encontrou a fórmula de parar os rubro-negros: antecipação em Bruno Henrique, marcação alta na saída bola e pancada em quem afunilar pelo meio.

O poderoso ataque estava sem confiança, Gabigol ficou pelos menos duas vezes de frente para o gol e preferiu tocar de lado. Felipe Luís ia entregando uma paçoca histórica, o cansaço já falava mais alto, mas Jesus mostrou coragem, tirou defensores e foi para cima, Diego virou cabeça de área.

Eis que timidamente se ouve gritos da torcida do Flamengo no campo, nada a comparar com o que estão acostumados no Maracanã, mas parece que aquilo lembrou aos jogadores do tamanho da nação que naquele momento torciam, rezavam, oravam, xingavam e alguns já até choravam.

O River não errava passes, conduzia tranquilo o jogo para a conquista, mas Pratto fez o favor de perder a bola com a zaga aberta, o contragolpe dos rubros negros foi mortal, estava empatada a decisão. Na sequência, os zagueiros argentinos que faziam partida impecável, tremeram na base e entregaram o ouro, logo para ele, o Gabigol que fez o normal para ele, fuzilou e foi para a galera. O Flamengo fez partidas extraordinárias no ano, um futebol de encantar, todo grande time também precisa de sorte, mas então ontem contou com ela? NÃO, teve um homem predestinado, iluminado que tem o gol até no nome. Parabéns a nação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.