Marataízes e Anchieta fecham praias e aumentam rigor no combate ao coronavírus

Prefeituras do interior do Espírito Santo estão aumentando o rigor das determinações contra aglomerações de pessoas, para tentar evitar o aumento de casos de coronavírus. 

É o caso de Marataízes, litoral Sul do Estado, que publicou um decreto proibindo, entre outras normas, a abertura do comércio de rua e a circulação de moradores nas praias, lagoas e praças da cidade por 15 dias.

Ainda de acordo com o decreto, “bancas e barracas de vendas de alimentos (como churrasquinhos), acesso ao calçadão das avenidas beira-mar, a beira rio e práticas esportivas ou culturais” também estão proibidas.

As novas regras começam  valer a partir do dia 17 de maio, próximo domingo,  podendo ser prorrogadas.

Segundo o documento, o  uso obrigatório de máscaras fora do ambiente residencial passa a ser obrigatório. 

Sobre as atividades comerciais, a prefeitura definiu que podem funcionar:

Farmácias e drogarias, comércio atacadista de gêneros alimentícios e similares, distribuidoras de gás de cozinha e de água, supermercados, minimercados e hortifrutis, padarias, lojas de produtos alimentícios, lojas de cuidados animais e insumos agrícolas, postos de combustíveis (sem funcionamento das lojas de conveniências), borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas, estabelecimentos de vendas de materiais hospitalares, agências de casas lotéricas e estabelecimentos bancários, as empresas de transporte coletivo e de serviços de taxi e de similares e funerárias.

No caso das padarias, estão autorizadas a funcionar, com a proibição do atendimento para consumo nas lanchonetes e restaurantes dentro do estabelecimento.

Já nas borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas, fica proibido a aglomeração de pessoas no estabelecimento, utilizando-se do sistema de agendamento prévio, sendo permitida a permanência no local somente do proprietário do estabelecimento e seus funcionários.

Fica limitada aos estabelecimentos autorizados a funcionar a entrada de um cliente por cada 20m² de área de venda. 

O horário de funcionamento para os estabelecimentos autorizados a funcionar conforme será de 10h às 16h, excetuando: farmácias e drogarias (07h às 19h), supermercados, minimercados e hortifrutis (08h às 19h) e padarias (05h às 19h).

Lotéricas e estabelecimentos bancários poderão funcionar entre 10h e 16h, exceto a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, que terão horários especiais para atendimento do Auxílio Emergencial.

Para templos, igrejas e demais instituições religiosas, fica permitido apenas o seu funcionamento interno. 

O decreto prevê o enquadramento dos infratores no Artigo 268 do Código Penal no caso de descumprimento das medidas de isolamento e restritivas determinadas. 

Dados do município

Até esta quinta-feira (14), foram contabilizados em Marataízes 73 casos confirmados de coronavírus e três mortes. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), a taxa de letalidade é de 4,11%.

A prefeitura de Anchieta também publicou um novo decreto determinando a proibição de permanência das pessoas nas praias do balneário de Iriri, onde há um aumento de casos significativo de covid-19.

Segundo o município, a Guarda e a Gerência de Fiscalização de Obras, Posturas e Transporte poderão tomar decisões para cumprimento da medida, isolando ruas e acesso às praias, além de dispersar as pessoas que insistirem descumprir a determinação.

Nas demais praias da cidade, a prefeitura informou que não haverá isolamento dos calçadões, porém orienta que as pessoas não frequentem a região, evitem aglomerações e respeitem o distanciamento social, para evitar a transmissão da doença.

Dados do município

Até esta quinta-feira (14), foram contabilizados em Anchieta 30 casos confirmados de coronavírus, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *