“Esposa e mãe perfeita”, lamenta marido de empresária de Guarapari que morreu de Covid-19

A paixão por bolos e doces de Letícia do Nascimento Parreiras, de 36 anos, vem da adolescência e a fizeram se tornar uma pessoa querida na cidade de Guarapari. Empresária e doceira, Letícia tinha uma loja no Centro da cidade, e vendia as guloseimas por encomenda.

Após oito dias internada no Hospital Praia da Costa, em Vila Velha, Letícia não resistiu e veio a óbito. A empresária era diabética e foi internada no último dia 5 de junho, quando a glicose dela chegou a 600 e ela apresentou complicações advindas de uma cetoacidose diabética. E durante a internação, uma notícia inesperada, Letícia contraiu a Covid-19.

“Ela não tinha sintomas do coronavírus antes de entrar no hospital. Mas não sabemos se o contágio foi no dia em que a gente esteve em um outro hospital, ou se foi no hospital onde ficou internada. Ela estava fazendo diálise de sangue, e precisou de doação de sangue. Algumas pessoas foram doar, mas ela veio a óbito”, conta o marido da empresária que trabalha na área industrial, Bernardo Reis, 37, que testou negativo.

Na manhã de domingo (14), amigos e familiares fizeram uma carreata pelas ruas da cidade, até o cemitério, onde não puderam participar do enterro. Letícia foi enterrada com caixão fechado, e causou grande comoção.

Por Roberta Bourguignon - 
Fonte: Jornal A Tribuna 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *