Dia do Consumidor – Dicas para comprar de forma segura

A cada ano aumenta o número de compras online no Brasil e, com isso, as possibilidades de golpes digitais também crescem. O app Confi, que monitora vendas no e-commerce, já investigou mais de 6,8 mil transações suspeitas desde 2019 que totalizam mais de R$ 8 milhões em possíveis prejuízos para as vítimas — e o número pode só aumentar durante o Dia do Consumidor.

Esse alto valor de prejuízo escancara o quão necessário é ampliar a segurança durante as compras online. Com isso em mente, Felipe Piris, líder da Confi, compartilhou algumas dicas de como se proteger no ambiente digital durante as promoções do Dia do Consumidor, que ocorre nesta terça-feira (15), e anualmente é um momento em que os golpes virtuais aumentam.

Confira a seguir:

Escolha sites com segurança de navegação

Dia do Consumidor
O cadeado é um sinal de segurança na página. (Imagem: Canaltech)

O especialista afirma que o ideal é comprar em sites que tenham sistemas de segurança durante a navegação. Uma das ferramentas que aumentam a segurança contra golpes é o HTTPS, que garante maior proteção na transmissão dos dados, e pode ser checado a partir do cadeado ao lado da barra de endereço da página.

“Antes de incluir dados pessoais e financeiros, é necessário verificar se há o símbolo de um cadeado próximo à URL do site. Ele indica que a página é segura”, explica Piris.

Não clique em links ou sites desconhecidos

Uma das formas mais comuns de cair em golpes online é comprando em sites duvidosos e abrindo links desconhecidos na Internet. Piris afirma que invasores se utilizam desse método para roubar os dados dos consumidores. “Ao ser notificado por propagandas, é fundamental não abrir links estranhos, e sim se certificar da autenticidade diretamente no site oficial da loja”, diz o líder da Confi.

Utilize cartões temporários e virtuais

Pagar online com cartões temporários ajuda a manter a segurança dos dados. (Imagem: Rawpixel/Envato)

O uso de cartões temporários pode ser uma solução eficaz para adquirir mais segurança no e-commerce. Piris analisa que eles expiram em pouco tempo e impedem que golpistas os clonem e os utilizem indevidamente. “Ao fazer compras online, evite deixar os dados financeiros salvos no site e acompanhe todas as transações aprovadas nos cartões de crédito”, orienta.

Fonte: Led Russo