Equívoco quase fatal. Idoso escapa por pouco de ser enterrado vivo e culpados são punidos

Graças aos funcionários de uma funerária um idoso equivocadamente declarado morto não foi enterrado vivo. O fato aconteceu no domingo, 01, quando ao retirar um saco com um cadáver do carro funerário para o necrotério, os funcionários perceberam que o paciente estava vivo e imediatamente o retiraram do saco.

O acontecimento provocou indignação na cidade de Xangai, na China, que enfrenta um rigoroso lock down há cinco semanas. Na segunda-feira o governo do Distrito de Putuo confirmou o erro da equipe e anunciou uma investigação. O paciente, que não teve o nome divulgado, foi levado ao hospital e passa bem.

Cinco funcionários e um médico, que teve sua licença cassada, são investigados. Quatro pessoas, incluindo o diretor da Casa de Repouso Shanghai Xinchangzheng onde o idoso estava, foram demitidas. A Casa de Repouso se desculpou pelo equívoco e a funerária elogiou seus funcionários e os premiou.

A equipe recebeu de recompensa 05 mil Yuans, equivalente a R$ 3,8 mil. Nas redes sociais usuários se revoltaram com o caso, que despertou preocupação com sobrecarga do sistema de saúde em meio ao confinamento em Xangai, como parte da estratégia Covid Zero frente ao avanço da variante Ômicron.