Carneiro endiabrado é condenado a três anos de prisão por matar uma mulher a chifradas

Carneiro endiabrado é condenado a três anos de prisão por matar uma mulher a chifradas

Parece brincadeira, mas é a mais pura verdade. Um carneiro foi condenado a três anos de prisão por um tribunal do Sudão do Sul por chifrar e matar uma mulher no país. De acordo com o histórico do crime, o animal enfurecido deu várias chifradas na vítima provocando sua morte. Ele foi preso logo após o crime.

O caso bizarro aconteceu em maio último na Província de Rumbek East e só agora foi julgado. A vítima trata-se de Adhieu Chaping, 45 anos, que percorria uma rua, quando foi atacada pelo carneiro encapetado. Dentre outras lesões, ela teve três costelas quebradas em virtude da violência das chifradas do carneiro.

A vítima não teve tempo nem de receber socorros médicos, pois teve morte instantânea. O bovídeo assassino não deixou a cena do crime e foi detido por policiais acionados por populares e conduzido ao Departamento Policial local, onde foi autuado em flagrante pelo crime, e em seguida levado para o xadrez.

O tribunal entendeu que Duony Manyang Dhal, proprietário do animal assassino, é inocente e não merece ser preso. Entretanto, ele terá que doar cinco vacas à família da vítima como forma de compensação pela perda do ente querido. O carneiro criminoso cumprirá sua pena em uma instalação militar regional.

Es em Foco