Jovem que invadiu escola em Vitória está preso em Guarapari

Jovem que invadiu escola em Vitória está preso em Guarapari

O modo trágico como foi realizado o atentado a uma escola de Barreiras, no interior da Bahia, nesta segunda-feira (26), que acabou tirando a vida de uma aluna de 19 anos, Geane de Silva de Brito, trouxe à lembrança o ocorrido na Escola Municipal de Ensino Fundamental Eber Louzada Zippinotti, em Jardim da Penha, em Vitória, no mês passado. 

Mas será que o modo parecido de agir dos suspeitos, nos dois lugares, foi mera coincidência?

Os dois casos, separados por mais de 1.500 km de distância, mas com objetivo comum de matar estudantes e colaboradores de instituições de ensino, têm mais um ponto de contato: Henrique Lira Trad, de 18 anos, trocava mensagens com o adolescente apreendido na Bahia. A informação foi confirmada por meio da Divisão de Homicídio e Proteção à Mulher da Polícia Civil do Espírito Santo.

Henrique, que afirmou querer matar ao menos sete pessoas durante ataque, segue preso no Centro de Detenção Provisória de Guarapari. Já o adolescente baiano, que acabou baleado, segue internado em estado grave.

O que diz a Polícia Civil do Estado da Bahia

Em nota da Polícia Civil baiana, informou, por meio da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Barreiras), que investiga o ataque à escola municipal que culminou com a morte de Geane de Silva de Brito, de 19 anos.

O adolescente de 14 anos, autor do ato infracional, havia anunciado em redes sociais, de forma cifrada e não identificada, que realizaria o ataque. Não há câmeras de segurança dentro da instituição de ensino, mas imagens da região já foram coletadas e estão sendo analisadas, a fim de confirmar a logística do atentado.

Também segundo a PCBA, está sendo realizado um aprofundamento da investigação em meios digitais, para que se possa confirmar as intenções e relações do autor e avaliar se houve participação ou incentivo de alguma outra pessoa no ato. 

A Polícia Civil da Bahia também está em contato com autoridades de outros estados, uma vez que há indícios do envolvimento do jovem com autores de ataques fora da Bahia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *