Polícia procura criminoso que executou criança em Guarapari

O crime que chocou moradores do bairro Concha D’Ostra no último sábado teve um desdobramento nesta segunda-feira com a prisão do pai da criança que foi morta a tiros e a identificação do suspeito de cometer o crime.

Logo depois do homicídio que tirou a vida de uma criança de apenas quatro anos em Guarapari, agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) começaram a trabalhar para tentar identificar as motivações e autoria do crime. Nesta segunda-feira o delegado Franco Malini, titular da DHPP deu entrevista coletiva explicando a motivação e autoria do crime.

“Há alguns anos o Jaques, pai da criança que foi morta, tentou matar Lusmario Batista em uma confusão em Jacupemba, onde eles residiam. Jaques chegou a pegar três anos de cadeia pelo crime e depois veio morar em Guarapari com a família e estava construindo a própria casa quando o crime aconteceu”, explicou o delegado.

A polícia também descobriu que existia um mandado de prisão contra o pai da criança por um homicídio que ele cometeu em Linhares e diante dos fatos, ele foi localizado e preso na manhã de hoje no Centro de Guarapari.

A polícia também descobriu, por meio de testemunhas e pela posição do corpo da criança que ela não foi vítima de bala perdida como teria sido noticiado no dia, mas sim que a criança foi executada. “O atirador, identificado como Lusmar atirou na criança e em seguida na mãe dela e por fim no Jaques. ele teve a intenção de matar a criança, assim como os pais. a mãe da criança está passando por cirurgia  e Jaques, o pai da criança foi baleado no braço de raspão”, explicou Franco Malini.

O delegado pede ajuda da população para encontrar o criminoso e prendê-lo. “Nós precisamos da ajuda da população para prender esse criminoso. Qualquer informação pode ser passada através do Disque Denúncia 181 ou através do Facebook da delegacia, DHPP Guarapari. Nos dois casos o sigilo é absoluto”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.