Ministro da saúde pede para sair

Ministro da saúde pede para sair

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pediu para deixar o ministério neste domingo (14) alegando estar com problemas de saúde. A informação é do jornal O Globo. 

Segundo a publicação, Pazuello comenta que vai precisar de um tempo para se recuperar. 

Ainda de acordo com o jornal, dois médicos cardiologistas são cotados para assumir a Saúde: Ludhmilla Abrahão Hajjar, professora associada da USP, e Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. 

A pressão pela saída do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, aumentou nos últimos dias na capital federal. Investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e na mira de parlamentares do Centrão que buscam emplacar um nome na pasta, o general tem sua continuidade no governo ameaçada em meio aos recordes sucessivos de mortes por covid-19 no país.

 Segundo uma fonte do alto escalão do governo ouvida pelo jornal O Estado de S. Paulo, o pedido de saída de Pazuello “faz todo sentido“.

No sábado à noite, o presidente da República, Jair Bolsonaro, se reuniu com ministros da ala militar do governo no Hotel de Trânsito de Oficiais do Exército, onde mora Pazuello.

Além do ministro da Saúde, participaram da conversa os ministros Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, Braga Netto, da Casa Civil, e Fernando Azevedo, da Defesa. Todos são generais do Exército da reserva, à exceção de Pazuello, que permanece no serviço ativo.

Es em Foco