Morre motorista de caminhão atingido por motorista sob efeito de álcool em Guarapari

Morre motorista de caminhão atingido por motorista sob efeito de álcool em Guarapari

Morreu neste domingo (24) o motorista do caminhão envolvido em um acidente com um carro de luxo, na Rodovia do Sol, em Guarapari, na tarde de sábado (23). A informação é de familiares de Paulo Roberto Barbosa, de 47 anos, que foi internado no Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, após ser socorrido por uma ambulância da Rodosol.

Além de Paulo Roberto, estava no caminhão o filho dele, Ismael Loureiro Barbosa, de 15 anos, que também foi levado para a unidade de saúde. No entanto, ele se recuperou e já recebeu alta.

Ainda segundo parentes, ele teve uma fratura no braço e terá de continuar tendo acompanhamento médico.

De acordo com a família, o corpo de Paulo está sendo velado neste domingo no bairro Resistência, em Vitória. O sepultamento deverá ser realizado nesta segunda-feira (25).

Condutora do carro de passeio estava sob efeito de álcool

O caminhão conduzido pela vítima foi atingido por um carro de passeio, modelo Land Rover, conduzido por uma mulher, que foi detida logo após o ocorrido. De acordo com a PM, ela foi submetida ao teste do bafômetro, que apontou uma taxa de 0,67 mg de álcool por litro de ar expelido.

Segundo informações de testemunhas, a condutora do veículo não se feriu, mas estava bastante nervosa e agressiva, se afastando do local do acidente. Após alguns minutos, ela retornou para o local e foi contida pelos militares.

Segundo informações passadas pela condutora e pelo passageiro do carro à Polícia Militar, os dois veículos seguiam no sentido Vila Velha, quando o caminhão teria mudado de faixa bruscamente e a Land Rover colidido com o veículo.

Com o impacto da batida, os dois veículos atravessaram a pista e pararam em frente a um posto da Polícia Militar, a menos de 1 km da praça de pedágio.

A Polícia Civil informou que a condutora, conduzida à Delegacia Regional de Guarapari, foi autuada em flagrante por embriaguez ao volante e desobediência. Ela foi liberada para responder em liberdade, após o recolhimento da fiança arbitrada pelo delegado de plantão.

Es em Foco