Eco101 inicia obras noturnas em trecho da BR-101 em Anchieta

Eco101 inicia obras noturnas em trecho da BR-101 em Anchieta

Obras noturnas em trechos da BR-101 no Espírito Santo terão início já nesta terça-feira (09).De acordo com a Eco101, concessionária responsável pela via, serão realizadas intervenções em pontos que vão do quilômetro 358, em Anchieta, ao quilômetro 461, em Mimoso do Sul.

As obras de restauração e manutenção da malha viária são, segundo a empresa, de extrema importância e pretendem aumentar o conforto, a trafegabilidade e a segurança dos usuários da rodovia.

As intervenções serão realizadas por etapas, sendo que, no dia 09, a frente de obra iniciará pelo quilômetro 404, em Itapemirim, e ao longo da semana, estão previstas atividades entre os quilômetros 404 ao 390. Durante a obra o tráfego ficará em Pare e Siga até que todo o reparo seja finalizado.

De acordo com o gerente de engenharia, Maurício Cavalli, após estudos técnicos e aval da Polícia Rodoviária Federal, estão sendo realizados reparos na rodovia que necessitarão de equipes 24 horas no local. “Por se tratar de obras mais complexas, este recurso se fez necessário para dar mais celeridade aos trabalhos e com isso gerar o mínimo de transtorno aos usuários”, explicou.

Segundo a Eco101, as obras já estavam previstas. Somente em 2022, a concessionária diz estar investindo R$ 121 milhões em revitalização do pavimento existente.

A fim de auxiliar os motoristas, a empresa elaborou um cronograma de frentes de obras que será divulgado pelo Twitter @_eco101, pelo Telegram e também pelo site da concessionária, na aba ‘Condições do Tráfego’. A empresa reforça que os usuários devem redobrar a atenção e respeitar a sinalização no trecho, para a segurança de todos.

Etapas do trabalho de recuperação asfáltica com reparos profundos:

• Implantação da sinalização de pare e siga (placas, cones e homens-bandeiras);
• Fresagem (corte do pavimento antigo);
• Demolição das camadas de base e sub-base danificadas com o auxílio de uma escavadeira hidráulica (profundidade de 60 cm);
• Espalhamento e compactação das novas camadas de base e sub-base com auxílio de motoniveladoras e rolos compactadores;
• Banho de pintura de ligação com emulsão asfáltica (material asfáltico líquido utilizado como camada de aderência entre o pavimento remanescente e o pavimento novo a ser aplicado);
• Aplicação do Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), em duas camadas de 5 cm, utilizando para aplicação uma vibroacabadora;
• Compactação do CBUQ com rolos do tipo pneumático ainda em altas temperaturas (acima de 150ºC);
• Execução de sinalização horizontal (o pavimento recebe nova pintura de faixas);
• Liberação ao tráfego e interdição de novo segmento para continuidade dos trabalhos.

Es em Foco