Crueldade sem fim. Homem espera mulher dormir e a mata com água quente no ouvido

Crueldade sem fim. Homem espera mulher dormir e a mata com água quente no ouvido

A polícia ainda não sabe o motivo que levou o indivíduo Denis Magalhães, 31 anos, tirar a vida da companheira Jaqueline Carletto, 29 anos, e depois se matar. O crime seguido de suicídio aconteceu na segunda-feira, 02, na Zona Leste de São Paulo e os corpos foram encontrados pelo filho de 15 anos de Jaqueline.

A polícia foi acionada e apurou que Denis matou a companheira atirando-lhe água fervente no ouvido enquanto ela dormia na casa onde o casal vivia, e depois se enforcou. A tragédia familiar abalou vizinhos, haja vista que não havia quaisquer registros de desentendimento entre o casal, que vivia em harmonia.

O fato causou surpresa principalmente nos familiares, pois o casal tinha ficado noivo no dia 03 de abril, ocasião em que eles receberam várias mensagens de solidariedade nas redes sociais. “Foi muita brutalidade. Covarde, matou ela dormindo, sem qualquer chance de defesa”, disse o tio da vítima, Rogério Xavier.

Margareth Fenólio, tia de Jaqueline se manifestou pelas redes sociais: “Matou minha sobrinha, acabou com nossa família, na qual chegou como um coitado que não tinha onde morar, minha sobrinha lhe deu teto pra morar, o acolheu na família digna, e você fez isso. Como pode matar alguém que dizia que amava?”

O caso está sendo investigado pelo 49º Distrito Policial de São Mateus, que solicitou exames periciais ao IC (Instituto Criminal) e ao IML (Instituto Médico Legal), para onde os corpos foram removidos e depois liberados aos familiares para sepultamento. A motivação para o crime ainda é desconhecida da polícia.

Es em Foco